Blog

4 estratégias para as empresas automotive se tornarem inteligentes

Márcia Cardoso

Setembro 28, 2022

Imagem de um homem da industria automotive a analisar estrategia para a industria

A indústria automotive, apesar de manter raízes nos modelos tradicionais de negócio, está a passar por uma revolução. Megatendências como a condução autônoma, a mobilidade compartilhada e a eletrificação estão a transformar o setor e todo o seu ecossistema em tempo real. Empresas que procuram sucesso não podem se dar ao luxo de ficar paradas.

Historicamente, a indústria automotive tem sido pioneira no desenvolvimento de avanços disruptivos na melhoria da eficiência e produtividade das linhas de produção. Muitos desses avanços foram posteriormente adotados com sucesso por outros setores. No entanto, ainda existem desafios associados à gestão da cadeia logística automotive.

A fabricação de um automóvel é um processo complexo e desafiador, exigindo rapidez e precisão em todas as operações. Para enfrentar esses desafios, é crucial estabelecer uma colaboração próxima entre o operador logístico e o fabricante, priorizando o conceito “just in time” e a criação de planos de contingência para evitar problemas.

De acordo com a Comissão Europeia, o setor automotive desempenha um papel crucial na economia europeia. Este garante emprego direto e indireto a 13,8 milhões de europeus, o que representa 6,1% do emprego total na União Europeia. Além disso, a União Europeia é um dos maiores produtores globais de automóveis e lidera em investimento privado em pesquisa e desenvolvimento (P&D).

A tecnologia desempenha um papel essencial na gestão de processos dentro da indústria automotive. O que costumava levar dias ou meses para ser resolvido agora pode ser feito em minutos. No entanto, a evolução tecnológica não deve parar por aí.

Por exemplo, quando pensamos nas cidades inteligentes do futuro, é fundamental ir além dos conceitos tradicionais de propriedade de veículos e pensar em otimizar os fluxos de tráfego, proporcionando diferentes opções de serviços de mobilidade.

Diante desse cenário em constante evolução, identificamos quatro estratégias de sucesso que podem levar à criação de modelos de negócios totalmente disruptivos:

1. Centralidade no Cliente: Compreender as necessidades e prioridades de mobilidade de cada cliente, família ou empresa permite criar uma nova perspetiva sobre oportunidades de negócios, aumentando o conhecimento sobre o público, a satisfação do cliente e a fidelidade à marca.

2. Serviços de Mobilidade: Ampliar a visão da indústria automotive para além dos veículos, explorando soluções de mobilidade, pode abrir novos fluxos de receita. Isso inclui mobilidade sustentável, compartilhada e conectada.

3. Carros Conectados: A ideia de carros conectados vai além de simplesmente conectar veículos à internet. Envolve a comunicação entre carros (C2C) e entre carros e infraestruturas (C2I). Isto cria novas oportunidades, como entretenimento no veículo e sistemas avançados de assistência à condução (ADAs).

4. Cadeias de Supply Chain Digitais e Fábricas Inteligentes: A aceleração dos ciclos de inovação requer cadeias de suprimentos digitais responsivas e tecnologias inteligentes que melhorem a produtividade, flexibilidade e satisfação do cliente.

Para atingir um nível mais alto de inteligência organizacional, as empresas do setor automotive precisam adotar ferramentas que agilizem processos e permitam uma gestão integrada de informações. À medida que ferramentas tecnológicas continuam a ser desenvolvidas, a indústria automotive tem a oportunidade de abraçar uma nova era de inovação e eficiência, mantendo-se na vanguarda das tendências de mobilidade do futuro.

Logos Compete 2020 Logos Norte 2020